merchandising

Merchandising? Entenda o que é, e a importância da técnica para o seu PDV

Entre tantas opções no mercado e dentro do próprio Ponto de Venda (PDV), como destacar um produto para atrair a atenção do cliente? É possível influenciar a decisão de compra por meio de estratégias de marketing dentro da loja? As respostas para essas duas perguntas são: sim e sim. E é justamente para isso que serve o merchandising, uma técnica essencial para alavancar as vendas e aumentar a rotatividade de produtos dentro do PDV. Se você ainda não tem clareza do que é esta estratégia e por que ele é tão importante para o seu negócio, esse post é para você!

Afinal, o que é Merchandising?

O conceito de merchandising é muitas vezes confundido e associado de maneira equivocada a todo tipo de propaganda ou estratégia de marketing. Porém, especialistas no assunto, entre eles Regina Blessa, autora do livro “Merchandising no Ponto de Venda”, afirmam que o merchandising é qualquer estratégia, incluindo uso de materiais, que vise a promoção e o aumento da visibilidade de um produto no Ponto de Venda, de forma a influenciar a decisão de compra por parte do cliente no local.

Por que é tão importante?

Em primeiro lugar, é importante sabermos que 85% das decisões de compra acontecem dentro do Ponto de Vendas. O merchandising é a estratégia que controla o último, e mais crítico, estágio da comunicação mercadológica: o momento da compra. É ali, dentro do PDV, na frente da prateleira (gôndola ou expositor), que o cliente decide se vai levar este ou aquele produto. E, acredite: a forma como o produto é exposto, a visibilidade dada a ele, tem o poder de determinar se ele entra ou não na sacola do cliente. O merchandising bem feito dentro do PDV traz vantagens como o aumento da média geral de vendas, atração de novos clientes, fidelização de clientes e aumento de compras por impulso.

Como fazer um bom merchandising?

Uma ótima maneira de fazer merchandising é explorando os cinco sentidos dos clientes. É importante investir na visão, que ocupa o primeiro lugar entre os sentidos mais importantes para estimular uma compra. Uma organização estratégica de vitrine e prateleiras, que traga um conforto visual ao cliente, e a utilização de banners, displays e placas promocionais são algumas formas de explorar esse sentido. Atente-se para a importância de manter uma identidade visual dentro da loja, enfatizando os produtos sem sobrecarregar o consumidor com as chamadas visuais.

Para a audição, invista na sonorização do ambiente, tornando-o agradável, e aproveite para anunciar as promoções. O supermercado Pão de Açúcar, por exemplo, costuma avisar aos seus clientes quando sai uma fornada de pão quentinho, uma ótima forma de explorar esse sentido. Tal estratégia ajudou a alavancar as vendas de pequenos empresários também!

Para venda de eletrônicos, roupas, maquiagens e itens de uso pessoal invista na experiência tátil. O cliente deve ter condições de testar, experimentar e sentir através do tato como é o produto. Este é outro aspecto que dá vantagem ao varejo tradicional quando comparado ao mercado virtual.

Supermercados, empórios, rotisserias, lojas de bebidas e verdurões podem e devem proporcionar uma experiência degustativa aos seus clientes. Uma forma simples de explorar o paladar, com efeitos extremamente significativos.

Por fim, ouse atiçar o olfato do seu cliente, este sentido é capaz de estímulos psíquicos fortíssimos! Muitas lojas investem na criação de fragrâncias personalizadas, uma forma de reforçar a identidade da marca. Já pensou nisso?

Fique por dentro dos nossos conteúdos semanais!
Fique tranquilo, nunca enviaremos spam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *